8.4.06

Animal Traiçoeiro

Talvez eu precise de seis das minhas sete vidas para entender os humanos. Como confiar em uma espécie tão contrastante, tão cheia de altos e baixos? Foi um humano quem me tirou, ainda bebê, da companhia da minha mãe e irmãos e me jogou na rua, completamente indefesa. Mas também foi uma humana quem me encontrou abandonada e faminta e me deu casa, carinho e amizade. Então sempre terei uma pata atrás com você. Não é timidez, é precaução. Você sim é um animal traiçoeiro. Aliás, tão típico de humanos jogar nos outros defeitos que não conseguem (ou não querem) enxergar em si mesmos... Mas enfim, isso é um papo muito filosófico e se eu começar a filosofar, não paro mais.

Vivi, do Garoutas, garoutas, garoutas

Nenhum comentário: