18.2.09

coisas que eu vou fazer quando for rica

- não só vou fazer hidratação e escova de vez em quando, como nunca mais vou pro meu cabeleleiro bosta de vinte reais o corte; vou voltar pro que eu cortava quando meu pai pagava pra mim, a 3 vezes isso. ah, e nunca mais uso xampu de marca genérica de 4 reais.
- chocolate, só lindt pra cima.
- todo o mês, vou comprar algum mimo totalmente desnecessário: gloss, calcinha nova, enfeitinhos para a casa... essas coisas que ninguém precisa mas é gostoso ter.
- aliás, eu vou morar numa casa bacana, claro; e devidamente mobiliada.
- vou usar um lap-top. e o computador fixo vai ser desses com monitor fininho. e vou ter um i-pod! vou adorar meu i-pod.
- vou fazer as unhas. toda a semana, se tiver saco pra isso.
- vou comer muita pizza, e muita, mas muita comida japonesa.
- vou comprar mais presentes, e melhores, pros amigos.
- vou fazer bunda-shake, procedimento anti-celulítico também conhecido como drenagem linfática.
- não vou mais comer com os pais ou com a sogra só pra ter uma refeição a menos pra pagar. (e minha relação com eles vai melhorar bastante em decorrência.)
- vou voltar a depilar tudo só com cera quente descartável, em lugares higienicamente confiáveis, e nunca mais vou usar meu aparelho depilador caseiro.
- não vou aceitar mais "doações" (por exemplo, não vou ter mais um celular ou uma peça de roupa que não sejam meus desde o começo). E nunca mais vou ganhar dinheiro como presente.
- vou ter os cds que gosto mais em cd mesmo, não só baixado no computador.
- e – ôu, iéee - vou aumentar consideravelmente a população da minha gaveta de brinquedinhos safados.

e principalmente: vou viajar muito com o maridão.

tá, não precisa ser muito rica pra fazer essas coisas, mas se um dia eu tiver grana pra elas, tenho certeza que é assim que vou me sentir.
quando eu era pequena, minha mãe dizia que se fosse rica ia beber coca-cola todo o dia. aí a gente melhorou de vida e ela pôde. ainda faltava muito pra sermos ricos, mas eu me lembro da sensação, na adolescência... de olhar o refrigerante na mesa ou na geladeira e me achar muito privilegiada.

é bom prá quem gosta

Um comentário:

Stanislaw disse...

Gostei da honestidade!