30.6.08

Eu não amei você

Percebo agora que fui injusta, mas não posso sentir culpa por não ter amado você, apenas não aconteceu, e por isso nunca retribuí o que sentiu por mim.

Não amei você desde o primeiro encontro e você me amou desde então. E fez inúmeras coisas por mim, coisas que somente as pessoas que amam fazem.

Eu não amei você quando assistia a filmes que não gostava só pra me fazer companhia, arrumava coisas no apartamento velho pra eu poder morar melhor ou quando me ouvia cantar desafinada e rouca e achava lindo.

Não amei você em nenhuma das vezes que telefonei de madrugada chorando e você vinha de outra cidade só pra ficar comigo, pra eu não me sentir sozinha, pra me fazer parar de chorar.

Não amei você em nenhuma das vezes que me levou para o hospital quando eu tinha crises de bronquite ou quando me levou pra jantar fora no restaurante caro e bacana para tentar me impressionar.

Não amei você quando me ajudou a carregar a mudança e nem quando me acordava no domingo de manhã com um sorriso enorme e dizia que estava feliz.

Não consegui amar você em nenhuma das vezes que fizemos amor, e foram tantas e boas, mas para mim, sempre sem amor.

Por que não consegui amar você?

Você tem inúmeras qualidades, mas a verdade é que eu nunca prestei atenção nelas, não lhe dei a devida atenção, o devido afeto.

Penso, como você pôde me amar? Por que ainda me ama?

Eu não mereço esse amor, nunca correspondi a ele, nunca nem agradeci tudo o que fez por mim.

Mas tenho de confessar que quando a solidão aperta e a saudade vem eu sinto uma enorme vontade de ter seu amor por perto de novo, mesmo sabendo que não posso oferecer nada a você.

é uma pena eu não ser burra... e ser sincera

4 comentários:

Patricia Daltro disse...

Triste história de amor. Por que agimos assim? sempre em busca do fim do arco-íris, quando na maioria das vezes, as cores estão embaixo da nossa janela.

Ratapulgo disse...

bravô!

Anônimo disse...

minha cara, vc não é burra: é doente.

Anônimo disse...

não é inteligente tbm!!!